Rio Floyd Machine no DaVinci Lounge!

By: Administrador

16 de abril de 2015

0 Comments

Categories:

“E a sexta-feira foi de muito rock’n’roll em Ipanema.

Da estação General Osório, brotavam camisas do Pink Floyd, uns preferiram o metrô, outros o carro e alguns até o skate, chegavam de vários cantos, confluindo em um só. O ar calmo da Gomes Carneiro ia mudando conforme o número 132 se aproximava. A fila era grande, todos aguardavam ansiosos e ali o muro já estava quebrado, integrantes da banda se misturavam e conversavam com o público. Gente de todas as idades, mas os que nem eram nascidos na década de 70 foi a maioria.

11138630_1459121944379339_4323129469259086382_n

Como retratou satisfeito Marcelo Pinguarilho, vocalista da Rio Floyd Machine, “o estilo singular faz com que Pink Floyd passe de geração em geração, eu conversava com garotos novos na fila”.

11147096_1459124987712368_789216169585895587_n

Enquanto o espetáculo não começava, a pista era comandada pelo Dj Fisch.

fisch

Logo que os 10 músicos apareceram, o público foi para frente do palco disputar um lugar mais colado na banda. Já, nos primeiros acordes, a galera se arrepiou, a cada nota que se passava e olhos que se fechavam, a dúvida de estar ouvindo o vinil ou realmente assistindo a um show, ficava no ar.

10359903_1459122587712608_4309879428377438103_n

A fidelidade em representar o surrealismo musical inglês foi absurda, tanto que a banda vai acumulando, durante esses 5 anos de estrada, fans que acompanham seu trabalho . “As pessoas cobram que tenha show. Ligam, mandam mensagem, email” diz Roberto Lima, um dos guitarristas.

10917284_1459124837712383_529760502256151969_n

O clima era familiar e de muita harmonia com o público, que lotava a casa, chegou um momento em que o palco não comportava mais tamanha energia e Bruno Sá foi, junto às melodias de seu saxofone, passear pela plateia.

11162196_1459126194378914_5024694839698213280_n

A cada parada, dezenas vinham tirar fotos junto ao músico.

11156249_1459125877712279_7313688496656583098_n

E, para fechar a noite em grande estilo, o clássico “Another Brick in the wall”, todos foram à loucura, de punhos ao alto, cantavam e dançavam sem parar. Aquela, que seria a última, mal acabou, e já se podia ouvir os gritos de bis.

11150973_1459124941045706_4338694096014615656_n

Temendo uma revolta, como a dos alunos daquela música, mais uma foi tocada, para agora sim fechar o show, “Confortably Numb”. Novamente o público foi à loucura, saindo dali extasiado. A incrível viagem oferecida pela banda somada à estrutura única da casa tornaram a noite inesquecível. O sucesso foi tanto que já se cogita uma nova data. Agora só nos resta aguardar! “

11148588_1459126097712257_2256341755676490463_n

+ fotos

Fotografia e Texto | Vitor Stalla

  • Share This Post

Leave a Reply

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Calendar

março 2020
D S T Q Q S S
« maio    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031